terça-feira, 30 de setembro de 2008

Mais um aniversário na blogosfera!


Um pouquinho atrasada, mas gostaria de registrar que ontem um outro blog muito especial fez aniversário. É o Leaves of Grass da Sonia Mascaro. Quem gosta muito de fotografia e não conhece este blog não sabe o que está perdendo! O blog da Sonia é lindo demais. Parabéns mais uma vez pelos 3 anos de blogosfera, Sonia, e que venham muitos outros!!




Foto extraída daqui.

Marcadores: , ,

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Machado de Assis no Rio do século XXI

Hoje, dia 29 de setembro de 2008 marca o Centenário de morte de Machado de Assis. Que seus livros sejam também lidos e apreciados pelos mais jovens.

VIVA MACHADO DE ASSIS!

A idéia do vídeo é muito interessante. Como será que o Machado ia se sentir se voltasse ao Rio de Janeiro de hoje e caminhasse pela Rua do Ouvidor e arredores e visse o desrespeito dos nossos políticos com a cidade e com o povo, o que sentiria se vivenciasse toda a violência da qual hoje somos reféns. Ah, Machado, aquele teu Rio de Janeiro bonito por natureza tem sofrido muito. Se você soubesse....


Marcadores: , ,

domingo, 28 de setembro de 2008

Machado de Assis: Pensamentos

"Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar".




"O dinheiro não traz felicidade — para quem não sabe o que fazer com ele".


"A vida sem luta é um mar morto no centro do organismo universal".


"Eu não sou homem que recuse elogios. Amo-os; eles fazem bem à alma e até ao corpo. As melhores digestões da minha vida são as dos jantares em que sou brindado".


"Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução, alguns dizem que assim é que a natureza compôs as suas espécies".


"Guarda estes versos que escrevi chorando como um alívio a
minha saudade, como um dever do meu amor; e quando houver
em ti um eco de saudade, beija estes versos que escrevi chorando".


"Muitas coisas melhor se diz calado,pôs o silêncio não tem fisíonomia, mas as palavras sim muitas faces".


"A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal".


"É melhor, muito melhor, contentar-se com a realidade; se ela não é tão brilhante como os sonhos, tem pelo menos a vantagem de existir"


"Defeitos não fazem mal, quando há vontade e poder de os corrigir".


"Não gosto de lágrimas, ainda em olhos de mulheres, sejam ou não bonitas; são confissões de fraqueza, e eu nasci com tédio aos fracos. Ao cabo, as mulheres são menos fracas que os homens,ou mais pacientes, mais capazes de sofrer a dor e a adversidade..."


"Para as rosas, escreveu alguém, o jardineiro é eterno".



"Não se luta contra o destino; o melhor é deixar que nos pegue pelos cabelos e nos arraste até onde queira alçar-nos ou despenhar-nos".


"Reúno em mim mesmo a teoria e a prática".



"Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!"


"Mas o tempo, o tempo caleja a sensibilidade".


"Eu gosto de catar o mínimo e o escondido. Onde ninguém mete o nariz, aí entra o meu, com a curiosidade estreita e aguda que descobre o encoberto".


“(...) Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis (...)”


"Não precisa correr tanto, o que é seu às mãos lhe há de vir..."


"As coisas valem pelas idéias que nos sugerem".


"A imaginação foi a companheira de toda a minha existência, viva, rápida, inquieta, alguma vez tímida e amiga de empacar, as mais delas, capaz de engolir campanhas e campanhas, correndo..."


"Acomodar-se às circunstâncias do momento, faz hábeis os homens e estimáveis as mulheres".



"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível"



"O que temer? Nada.
A quem temer? Ninguém.
Por que? Porque aqueles que se unem a Deus obtém três grandes previlégios: onipotência sem poder; embriaguez, sem vinho e vida sem morte".



"A gratidão de quem recebe um benefício é bem menor que o prazer daquele de quem o faz".


Fonte: daqui

Marcadores: , ,

sábado, 27 de setembro de 2008

Amor de filha e amor de mãe


Minha filha é muito fofa. Eu trabalho aos sábados e sempre quando chego em casa, encontro um desenho lindo feito por ela em cima do meu teclado. Este é o desenho de hoje!
Gente, não é para esquecer qualquer cansaço depois de um longo dia do trabalho?
Tenham todos uma ótima semana!

Marcadores: , , ,

Hoje é dia de São Cosme e São Damião

São Cosme e São Damião são os padroeiros das crianças, dos farmacêuticos e médicos. Na verdade, para a igreja católica a celebração por estes santos é no dia 26, talvez por que no dia 27/9 seja dia de São Vicente de Paulo.
Quando penso em minha infância, lembro do dia 27/9 que era o dia em que nós saíamos às casas a procura de quem estava distribuindo doces. Este dia era esperado com muita ansiedade por todas as crianças, pois já era certo que os vizinhos distribuiriam doces e brinquedos para as crianças. Formavam-se filas e minha mãe (o que suas mães não fazem por seus filhos!!!) saía comigo e meus irmãos pois ela não nos deixava pegar os doces sozinhos. Acho que ganhávamos tantos doces que duravam meses....
Hoje temos a total consciência que doces em excesso estragam os dentes e não fazem bem à saúde, mas esta recordação de receber os saquinhos é muito gostosa em todos os sentidos.
Lembro que na minha rua de infância, tinha o armazém do Seu Ernesto e da Dona Maria, um casal sem filhos, muito 'boa praça'. Ele era português e ela espanhola. E no dia de São Cosme e São Damião ele liberava a vitrine de doces para as crianças, só que era muito engraçado: anteriormente, ele retirava aqueles doces mais caros e deixava as balas, as marias-moles, doces de abóbora, batata doce, bananada, paçoca. Então nós ríamos 'por dentro' pois já sabíamos que teríamos de escolher com limites, não é. Mesmo assim, adorávamos o fato de irmos lá no armazém e naquele dia ser tudo de graça.

Meus pais sempre deram doces também e o engraçado é que meu pai fazia questão de distribuir para os adultos também pois como ele dizia, todo adulto tem uma criança dentro de si. Então, os doces voavam, principalmente por que meu pai fazia questão de dar choquito, lolo ( lembram do lolo?), bombons, nossa, era um saquinho disputado.
Hoje sinceramente vejo essa tradição morrendo no RJ, assim como tantas outras. Meus fihos já não crescem com essa tradição, mas todo ano sempre tem alguém que guarda um saquinho para eles dois e eles ficam muito gratos :-).

Como é comemorado este dia em outras partes do Brasil? E será que é comemorado em Portugal? Outros países? Tenho curiosidade de saber. Existe alguma distribuição de doces ou é apenas tradição no Brasil?
A igreja católica não parece simpatizar com essa distribuição de doces pois alega que os doces são conseqüência do sincretismo religioso. Ë bem verdade que por conta de nossa diversidade étnica e cultural, esta festa misturou-se mesmo ao sincretismo religioso de cultos afros e por esse motivo, há católicos que não são simpatizantes desta entrega de doces. Porém, em todas as missas os nomes de São Cosme e São Damião são cultuados. As crianças agradecem pelos doces.

Segue um pouco da história de São Cosme e São Damião retirada deste site: http: /www.cot.org.br/igreja/santo.php?id=378

Cosme e Damião eram irmãos e cristãos. Na verdade, não se sabe exatamente se eles eram gêmeos. Mas nasceram na Arábia e viveram na Ásia Menor, Oriente. Desde muito jovens, ambos manifestaram um enorme talento para a medicina. Estudaram e diplomaram-se na Síria, exercendo a profissão de médico com muita competência e dignidade. Inspirados pelo Espírito Santo, usavam a fé aliada aos conhecimentos científicos. Com isso, seus tratamentos e curas a doentes, muitas vezes à beira da morte, eram vistos como verdadeiros milagres.

Deixavam pasmos os mais céticos dos pagãos, pois não cobravam absolutamente nada por isso. A riqueza que mais os atraía era fazer de sua arte médica também o seu apostolado para a conversão dos pagãos, o que, a cada dia, conseguiam mais e mais.

Isso despertou a ira do imperador Diocleciano, implacável perseguidor do povo cristão. Na Ásia Menor, o governador deu ordens imediatas para que os dois médicos cristãos fossem presos, acusados de feitiçaria e de usarem meios diabólicos em suas curas.

Mandou que fossem barbaramente torturados por negarem-se a aceitar os deuses pagãos. Em seguida, foram decapitados. O ano não pode ser confirmado, mas com certeza foi no século IV. Os fatos ocorreram em Ciro, cidade vizinha a Antioquia, Síria, onde foram sepultados. Mais tarde, seus corpos foram trasladados para uma igreja dedicada a eles.

Quando o imperador Justiniano, por volta do ano 530, ficou gravemente enfermo, deu ordens para que se construísse, em Constantinopla, uma grandiosa igreja em honra dos seus protetores. Mas a fama dos dois correu rápida no Ocidente também, a partir de Roma, com a basílica dedicada a eles, construída, a pedido do papa Félix IV, entre 526 e 530. Tal solenidade ocorreu num dia 26 de setembro; assim, passaram a ser festejados nesta data.

Os nomes de são Cosme e são Damião, entretanto, são pronunciados infinitas vezes, todos os dias, no mundo inteiro, porque, a partir do século VI, eles foram incluídos no cânone da missa, fechando o elenco dos mártires citados. Os santos Cosme e Damião são venerados como padroeiros dos médicos, dos farmacêuticos e das faculdades de medicina.

Marcadores: , ,

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Quincas Borba

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Memórias Póstumas de Brás Cubas Cena do filme

Cenas do filme...

"Eugênia"


Marcadores: , ,

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Olhos de ressaca. Olhos de ressaca?

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

E a primavera chegou

A primavera chegou e logo lembro dessa linda canção do Tim Maia maravilhoso. Lembro-me criança ouvindo essa música com o meu pai e ele cantando junto com o Tim. Momentos de aconchego.




Marcadores: , ,

Machado de Assis, atemporal

Vejam que legal! A história de Bentinho/Capitu/Ezequial contada num livroClip ultramoderno! Machado é sempre atual.





Marcadores: ,

domingo, 21 de setembro de 2008

Machado de Assis, o bruxo das palavras

Descobri este documentário no blog da Denise e adorei!


Marcadores: ,

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

AGENDA MACHADO DE ASSIS

A revista Nova Escola publicou esta agenda com vários eventos e exposições sobre Machado de Assis no Rio de Janeiro e em São Paulo. Para quem gosta de Machado ou para quem gostaria de conhecê-lo, anote aí em sua agenda e não deixe de prestigiar, aprender, descobrir ou quem sabe, redescobrir este autor que é com certeza um de nossos maiores escritores de todos os tempos.


AGENDA MACHADO DE ASSIS


De 15 de julho a 26 de outubro

EXPOSIÇÃO: Machado de Assis: Mas este capítulo não é sério

O Museu da Língua Portuguesa não poderia deixar de prestar sua homenagem a este autor considerado um dos melhores do mundo no centésimo ano de sua morte. A mostra pretende aproximar o público, principalmente os jovens, do universo do “bruxo do Cosme Velho" e desconstruir a imagem de escritor consagrado e inatingível. Além de apresentar sua verdadeira e única imagem: a de um autor brilhante, atualíssimo e próximo de seus leitores.

SERVIÇO:

Museu da Língua Portuguesa

Endereço: Praça da Luz, s/n, Centro, São Paulo – SP
Horário: terça a domingo das 10h às 17h

Entrada: R$ 4,00 (Estudantes com carteirinha pagam meia-entrada. Professores da rede pública com holerite e carteira de identidade são isentos do pagamento do ingresso. Crianças até 10 anos e adultos a partir de 60 anos entrada gratuita. Aos sábados a visitação ao Museu é gratuita)

Informações: www.museudalinguaportuguesa.org.br ou pelo telefone (11) 3326-0775


De 22 de agosto a 28 de setembro

EXPOSIÇÃO: Rios de Machado

Três salas especiais foram montadas para essa exposição organizada pelo SESC Pompéia, com nomes que remetem à obra do escritor. A sala Capitu terá oito computadores pelos quais poderão ser acessados os trabalhos do autor.
SERVIÇO:

SESC Pompéia

Endereço: Rua Clélia, 93, Pompéia, São Paulo-SP

Horário: 19h

Entrada: gratuita

Informações: WWW.sescsp.org.br ou pelo telefone (11) 3871-7700


De 22 de agosto a 28 de setembro

TEATRO: Interferências Machadianas

Atores personagens inspiram-se em obras de Machado de Assis e propõe interferências teatrais com o público.

SERVIÇO:

SESC Pompéia

Endereço: Rua Clélia, 93, Pompéia, São Paulo-SP

Horário: 11h30 às 20h

Entrada: gratuita

Informações: WWW.sescsp.org.br ou pelo telefone (11) 3871-7700



De 26 de agosto a 28 de setembro

TEATRO: Livros Falados

Leitura em grupo de clássicos da literatura. Neste mês, as obras escolhidas são do escritor Machado de Assis.

SERVIÇO:

SESC Pompéia

Endereço: Rua Clélia, 93, Pompéia, São Paulo-SP

Horário: 14h

Entrada: gratuita

Informações: WWW.sescsp.org.br ou pelo telefone (11) 3871-7700





22 de setembro

PALESTRA: A Causa Secreta: Solidariedade do aborrecimento Humano

O escritor e ensaísta Silviano Santiago, quarto convidado do ciclo de palestras organizado sobre os contos machadianos organizado pela Fundação Casa de Rui Barbosa, mostra como Machado de Assis conseguiu antecipar referências do século 21 nesse conto escrito no século 19.

SERVIÇO:

Fundação Casa de Rui Barbosa

Endereço: Rua São Clemente, 134, Bairro do Botafogo, Rio de Janeiro/RJ

Horário: 18h

Entrada: gratuita

Inscrições: WWW.casaderuibarbosa.gov.br ou pelo telefone (21) 3289-4691 ou (21)3289-4636


23 de setembro

PALESTRA: Aspectos da literatura Machadiana II

O escritor Alcides Villaça discute a linguagem machadiana na ficção brasileira em encontro na Academia Brasileira de Letras.

SERVIÇO:

Academia Brasileira de Letras

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 17h30

Entrada: gratuita

Informações: WWW.academia.org.br ou pelo telefone (21) 3974-2500



29 de setembro

PALESTRA - Missa do Galo: Aproximações

Para finalizar o ciclo de palestras sobre os contos machadianos organizado pela Fundação Casa de Rui Barbosa, a pesquisadora Marta de Senna procura destacar o caráter impressionista do conto, a astúcia do narrador em primeira pessoa e sua semelhança com a obra de Tchekhov.

SERVIÇO:

Fundação Casa de Rui Barbosa

Endereço: Rua São Clemente, 134, Botafogo, Rio de Janeiro -RJ

Horário: 18h

Entrada: gratuita

Inscrições: WWW.casaderuibarbosa.gov.br ou pelo telefone (21) 3289-4691 ou (21)3289-4636



30 de setembro

PALESTRA: Aspectos da literatura Machadiana II

A influência da literatura inglesa na obra de Machado é comentada pelo acadêmico Sergio Paulo Rouanet na Academia Brasileira de Letras.

SERVIÇO:

Academia Brasileira de Letras

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 17h30

Entrada: gratuita

Informações: WWW.academia.org.br ou pelo telefone (21) 3974-2500



7 de outubro

DEBATE - Machado de Assis: duas visões

O imortal José Mindlin e Alberto Costa e Silva debatem a obra machadiana no ciclo de palestras oferecido pela parceria entre o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB Rio) e a Livraria da Travessa, com apoio da Academia Brasileira de Letras e editoras parceiras.

SERVIÇO:

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
Endereço: Rua Primeiro de Março, 66, Centro, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 18h30

Entrada: gratuita

Informações: (21) 3808-2020 ou ccbbrio@bb.com.br



4 de novembro

PALESTRA: Aspectos da literatura Machadiana III

O médico e escritor Moacyr Scliar fala sobre a medicina em Machado de Assis na Academia Brasileira de Letras.

SERVIÇO:

Academia Brasileira de Letras

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 17h30

Entrada: gratuita

Informações: WWW.academia.org.br ou pelo telefone (21) 3974-2500


4 de novembro

PALESTRA: O olhar de Bento a Casmurro

Antonio Quinet fala sobre o narrador não confiável de Dom Casmurro no ciclo de palestras oferecido pela parceria entre o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB Rio) e a Livraria da Travessa, com apoio da Academia Brasileira de Letras e editoras parceiras.

SERVIÇO:

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
Endereço: Rua Primeiro de Março, 66, Centro, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 18h30

Entrada: gratuita

Informações: (21) 3808-2020 ou ccbbrio@bb.com.br


11 de novembro

PALESTRA: Aspectos da literatura Machadiana III

A educação em Machado de Assis é comentada pelo escritor Arnaldo Niskier na Academia Brasileira de Letras.

SERVIÇO:

Academia Brasileira de Letras

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 17h30

Entrada: gratuita

Informações: WWW.academia.org.br ou pelo telefone (21) 3974-2500



18 de novembro

PALESTRA: Aspectos da literatura Machadiana III

A economia em Machado de Assis é o tema da palestra do escritor e economista Gustavo Franco na Academia Brasileira de Letras.

SERVIÇO:

Academia Brasileira de Letras

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 17h30

Entrada: gratuita

Informações: WWW.academia.org.br ou pelo telefone (21) 3974-2500



25 de novembro

PALESTRA: Aspectos da literatura Machadiana III

João Adolfo Hansem comenta a política em Machado de Assis em evento promovido pela Academia Brasileira de Letras.

SERVIÇO:

Academia Brasileira de Letras

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 17h30

Entrada: gratuita

Informações: WWW.academia.org.br ou pelo telefone (21) 3974-2500



2 de dezembro

PALESTRA: Aspectos da literatura Machadiana III

O imortal Antonio Olinto fala sobre a religião em Machado de Assis em palestra na Academia Brasileira de Letras.

SERVIÇO:

Academia Brasileira de Letras

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 17h30

Entrada: gratuita

Informações: WWW.academia.org.br ou pelo telefone (21) 3974-2500



2 de dezembro

PALESTRA: Toda poesia de Machado de Assis

A poesia do escritor é o tema da palestra do pesquisador Cláudio Murilo Leal no ciclo de palestras oferecido pela parceria entre o Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB Rio) e a Livraria da Travessa, com apoio da Academia Brasileira de Letras e editoras parceiras.

SERVIÇO:

Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro
Endereço: Rua Primeiro de Março, 66, Centro, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 18h30

Entrada: gratuita

Informações: (21) 3808-2020 ou ccbbrio@bb.com.br



9 de dezembro

PALESTRA: Aspectos da literatura Machadiana III

A filosofia em Machado de Assis é o tema do encontro com o imortal Candido Mendes de Almeida na Academia Brasileira de Letras.

SERVIÇO:

Academia Brasileira de Letras

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 17h30

Entrada: gratuita

Informações: WWW.academia.org.br ou pelo telefone (21) 3974-2500



11 de dezembro

PALESTRA: Aspectos da literatura Machadiana III

Para finalizar o ciclo de palestras na Academia Brasileira de Letras sobre a obra machadiana, o imortal Alberto Venâncio Filho fala sobre Machado e a ABL.

SERVIÇO:

Academia Brasileira de Letras

Endereço: Teatro R. Magalhães Jr., Avenida Presidente Wilson 203, Castelo, Rio de Janeiro-RJ

Horário: 17h30

Entrada: gratuita

Informações: WWW.academia.org.br ou pelo telefone (21) 3974-2500


fonte da foto: google imagens




Marcadores: , ,

Mais um selinho! É mais gostoso com amor!


Um pouco atrasada, gostaria de agradecer a Rosa meu mais novo selinho.
A Rosa nos explica em seu blog:

"É um selo que representa todos os blogs, que de uma forma ou de outra expressam o amor, da maneira mais intensa e forte, seja qualquer tipo de amor, pela família, amigos, homem / mulher ou por coisas materiais"

Rosa, muito obrigada mesmo! Esta demonstração de carinho me faz continuar com o blog, mesmo com a correria e adversidades do dia-a-dia.
Um beijo no teu coração, Rosa!

Marcadores: ,

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Machado de Assis

O dia 29 de setembro próximo ficará marcado como o centenário da morte de Machado de Assis. Se quiserem acompanhar uma série de postagens bem interessantes sobre o autor, não deixe de visitar o blog da Andrea Motta.
'Viajando' pelo You tube, encontrei um vídeo muito legal contando a história da vida de Machado em forma de desenho animado. Vejam só. É bem curtinho.

Marcadores:

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

BLOGAGEM COLETIVA: JUSTIÇA PARA FLAVIA!

Hoje é dia da blogagem coletiva por justiça para Flavia!!!

Para quem não conhece esta tragédia, Flavia teve seus cabelos sugados pelo sistema de sução da piscina do prédio onde morava com a família em Moema, São Paulo. O acidente ocorreu em 6 de janeiro de 1998 e desde então, Flavia vive em coma vigil e até hoje a justiça brasileira não tomou uma posição para fazer justiça ao que aconteceu com a Flavia.

Transcrevo trechos de um post feito por Odele, a mãe guerreira de Flavia onde ela explica o 'quem é quem' desta história trágica.

"Os réus do processo pelo acidente causado à Flavia são :

JACUZZI DO BRASIL – fabricante que vendeu o ralo sem orientação técnica quanto à correta relação de proporção entre o equipamento de sucção e o tamanho da piscina onde foi instalado..

CONDOMÍNIO JARDIM DA JURITI - Av.Juriti,541 - Moema - São Paulo

Substituiu - sem orientação técnica - o equipamento de sucção da piscina. O motor de potência de 0,50 cavalos foi substituído por outro de 1,50 cavalos com potência superior em 78% o que deixou o equipamento superdimensionado e fora dos padrões de segurança, conforme perícia técnica anexada aos autos do processo de Flavia.

AGF BRASIL SEGUROS. – Seguradora do Condomínio.

Não pagou, quando por mim solicitada, o seguro de responsabilidade civil existente no condomínio, vindo a fazê-lo 1 ano e 11 meses após, mediante ordem judicial mas sem juros nem correção monetária.

quase dez anos, dei entrada na Justiça Paulista no processo de indenização por perdas e danos morais pelo acidente causado à Flavia. quase dez anos, luto na justiça pela condenação dos culpados. Até hoje os réus seguem impunes, e Flavia, já com 20 anos, segue vivendo sem a proteção que deveria - de imediato - lhe ter sido dada pela justiça que de tão lenta se torna uma justiça injusta.


Durante esses todos esses anos de batalha judicial, o processo de Flavia teve dois julgamentos. Em ambos nos foram concedidas indenizações de valores irrizórios, ínfimos, podendo mesmo serem considerados aviltantes, tendo em vista as gravíssimas sequelas que este acidente - causado por negligência de terceiros - deixou em Flavia. (*) Em novo e último recurso solicito à justiça, - agora em Brasília - indenização de valor adequado à gravidade deste acidente, para que Flavia possa ser cuidada - pelo resto de sua vida - com os recursos de que necessita para ter uma sobrevida digna. Há mais de um ano, o processo de Flavia teve autorização da justiça paulista para ser julgado em Brasília, em última instância. Há mais de três meses, essa decisão saiu publicada no Diário Oficial de São Paulo. Somente dia 14 de Julho de 2008, o processo de Flavia saiu do Tribunal de Justiça de São Paulo rumo ao Superior Tribunal de Justiça em Brasília. E lá, não sabemos por quantos anos ainda permanecerá".


(*) Nos dois julgamentos a indenização concedida pelos juizes de São Paulo foi em torno de 100 mil reais.


Todas as vezes que eu leio algum post da Odele sobre a sua luta e de sua filha por justiça e sobrevivência, sinto-me triste por tudo o que aconteceu com a Flavia mas ao mesmo tempo, sinto uma enorme admiração por esta mãe que tem a força de uma leoa e que somente Deus saberia explicar, diante de tantos obstáculos que ela vem enfrentando ao longo destes 10 anos de luta por justiça.

Por que será, meu Deus, que no Brasil fazer justiça é algo tão difícil? Por que será que o réu aqui no Brasil vira muitas vezes 'a vítima' e as vítimas 'culpadas'?

São em todos os âmbitos - acidentes, crimes, parece que aqui é país sem lei ou das leis que 'não pegam', 'das leis brandas'... Que país é este, meu Deus? Um paraíso bonito por natureza mas que faltam a seus cidadãos dignidade, respeito, justiça!!!

A Flavia é um exemplo da negligência neste país pois já são 10 anos em coma vigil e nada até agora foi feito. Por que é que aqui o Sistema Judiciário funciona tão lentamente? Quantas vítimas já não morreram enquanto esperavam que a justiça fosse feita em seus casos??

Qual é a mensagem que nós cidadãos que pagamos MUITOS IMPOSTOS no Brasil recebemos da justiça brasileira? Que a vida vale nada ou muito pouco. Por que acidentes acontecem todos os dias e os culpados não são punidos, motoristas alcoolizados matam pessoas nas ruas e no final acabam com a punição de 'oferecer cestas básicas para sociedade', 'filha rica mata pais ricos com a ajuda de namorado' e agora a justiça deseja diminuir a pena dela por que ela confessou o crime e merece a diminuição da pena.... QUE ISSO? 'Menina de 14 anos é atropelada no RJ e o atropelador está solto', "Flavia tem sua cabeça sugada por sistema de sucção da piscina de seu prédio' e 'vive' em coma há 10 anos. Até agora nada.... Flavia tinha 10 anos quando aconteceu o acidente e hoje tem 20. Ela era uma menina e adormecida se tornou adolescente e jovem mulher.

Por favor, Magistrados brasileiros, não deixem a história da Flavia hibernar por anos em Brasília!! Dêem um desfecho para este caso logo!

A justiça brasileira precisa de mudanças estruturais com relação aos acidentes, com relação aos crimes e a tendência às punições sempre brandas no final. Dá a sensação que o Brasil será sempre o país do 'vale tudo'.

Mas acredito que isso pode mudar. Acredito que o Brasil pode mudar e melhorar se a população participar mais. A passividade do brasileiro me assusta. Para o show da Madonna as pessoas enfrentam filas de dias para encontrar um ingresso, para lutarmos por nossos direitos, a população é passiva, se esquiva e vai 'empurrando seus problemas com a barriga', talvez com a fantasia que um dia virá um salvador da Pátria para nos resgatar dos problemas e das injustiças que nos cercam.
Também acredito na força da blogagem coletiva pois de alguma forma estamos 'gritando' por sede de justiça, com a esperança deste acontecimento dar visibilidade à luta de Flavia e de Odele
, com a punição real dos réus e a indenização coerente ao tamanho do dano causado à vida desta família. É evidente que o dano causado à Flavia não pode ser medido em valores financeiros. Entretanto, ela merece ter uma vida digna da melhor maneira possível, com todos os cuidados médicos necessários, com todas as transformações impostas a partir do momento que aconteceu o acidente... E isto sim custa muito e por isso é mais do que justo que sua mãe obtenha uma indenização coerente com as necessidades de que Flavia precisa.
Termino a minha participação nesta blogagem reproduzindo um poema escrito pela blogueira portuguesa, Ana Martins em homenagem à Flavia.









EU SEI FLAVIA


Eu sei Flavia,
Que as palavras
São desabafos,
Estados de alma
Transcritos, aliviados.

Eu sei Flávia
Que as palavras
Não tiram as dores,
Não são remédios do corpo
Mas acalmam o espírito
E embalam o sono.Eu sei Flávia
Que com palavras
Não te posso curar
Mas liberto o meu inconformismo,
Tento aclamar por Justiça
Talvez minimize a tua dor interior,
Dê mais sentido à tua vida.

Eu sei Flávia
Que os predadores dos teus sonhos,
Aqueles que te roubaram o sorriso,
Os fundadores do teu sofrimento,
Tentam omitir seus erros,
Sonham apressar o tempo,
Calar a voz da razão,
Implantar o esquecimento.

Mas também sei Flávia
Que as palavras
Estremecem a alma e a mente,
Dão mais calor à vida,
Transportam emoções
Encorajam-nos, dão-nos força
E elegem razões.

E é por isso Flávia
Que não podemos desistir
E acredito que um dia
Justiça se fará
E a tua história
Não mais morrerá.

Para Flávia, a menina que do outro lado do oceano,conquistou o meu coração.
Escrito a 2 de Julho de 2008

Marcadores: ,

sábado, 13 de setembro de 2008

Outro aniversário na blogosfera


A Andrea do blog Leio o mundo assim também fez aniversário de blogosfera por estes dias, mais precisamente no dia 5 de setembro. Quem não conhece o blog da Andréa, deveria dar uma passadinha por lá, pois é um lugar onde se aprende muito sobre literatura, por exemplo. A última postagem dela nos faz viajar no tempo de Machado de Assis! Afinal, neste mês é o aniversário dos 100 anos da morte do grande mestre Machado.
Para minha felicidade, fui presenteada por ela com um selo muito especial - Um blog bom de ler!
Andréa, você fez aniversário e eu ganhei um presente!
Mais uma vez parabéns. O teu blog nos faz crescer muito pois sempre há algo novo para se aprender.
Parabéns mais uma vez!

Marcadores: , , ,

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Hoje tem aniversário na blogosfera!


O blog Saia Justa da amiga Georgia faz hoje 2 anos! Apareçam por lá!

Georgia, mais uma vez os meus sinceros parabéns e que venham muitos e muitos anos de sucesso na blogosfera!

Marcadores: ,

domingo, 7 de setembro de 2008

Viva Samuel! Hoera!!!






Marcadores:

Hoje eu celebro a vida!







Hoje é um dia muito especial para nossa família pois nosso filho amado Samuel faz 15 anos!. A cada aniversário dele, lembro-me do dia de seu nascimento. A data prevista para o parto era 4 de setembro, mas mesmo vivendo na Holanda, as raízes com Brasil já existiam nas entranhas :-). E Samuel nasceu no dia da Independência do Brasil - 7 de Setembro de 1993.

Foi um nascimento muito difícil mas tudo o que veio depois compensou, desde o momento em que a enfermeira o colocou nos meus braços pela primeira vez. É tão difícil expressar em palavras sentimenos tão profundos. Talvez não tenha este dom, mas segurá-lo em meus braços pela primeira vez foi a consagração de um sonho: o de me tornar mãe pela primeira vez. Sempre digo tanto ao Samuel quanto à Marcela que eles são os meus presentes de Deus.

E estes 15 anos passaram tão rapidamente, talvez por que a felicidade nos faz voar no tempo, não é. Até 'ontem' bem dizer ele era o meu bebê e ao dobrar as esquinas da vida, deparei-me com um menino que de repente se tornou um lindo jovem adolescente, querido por seus amigos e muito amado por todos nós.

Gostaria de contar-lhes a história do nome de Samuel na minha vida. Para início de conversa, eu sempre achei muito bonita a história bíblica sobre o profeta Samuel, o menino que havia sido ouvido por Deus!! Porém, um dia de verão, eu ainda adolescente estava visitando o Tivoli, um parque de diversões que existiu na Lagoa Rodrigo de Freitas no RJ há muitos anos e num determinado momento, precisei ir ao banheiro. Na fila estava uma jovem mãe com seu filho que deveria ter uns 2 anos de idade. O menino era muito lindo e eu o admirava enquanto esperava a minha vez na fila do banheiro feminino!!! Quando a mãe o chamou pelo nome: "Samuel!!" , eu olhei para ele mais ainda admirada e pensei imediatamente: - se eu um dia tiver um filho, ele se chamará Samuel. E assim foi. Devo dizer que tive sorte do meu marido gostar também do nome:-). Para os amigos ele é o Samuca. A motorista do transporte da escola sempre me diz: "Sonia, teu filho é 10! Samuel é maravilhoso!". Gente, qual é a mãe que não gosta de ouvir histórias bonitas sobe seu próprio filho?
Portanto, meu filho, se você visitar este blog, sinta-se verdadeiramente homenageado e eu peço a Deus que te proteja sempre e que você continue crescendo com muita saúde, amor e paz. Siga sempre os teus sonhos.
Sábio, Altruísta, Muito amigo sempre; Unico; Espontâneo; Luz de nossas vidas, é você, amado Samuel!!! Feliz Aniversário, meu amor! Seja feliz sempre!

Marcadores: , ,

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Sobre a morte e o morrer

Como já lamentei com vocês, meus dias têm voado........ literalmente.... mas algo que costumo fazer é pelo menos ler alguns jornais online. De ontem para hoje, deparo-me com o falecimento de três pessoas que fizeram a diferença neste mundo e mesmo sem tê-las conhecido de perto, sinto-me triste.

Lamento as mortes de Waldick Soriano, Fernando Torres e Cleyde Prado.

Waldick e Fernando foram dois artistas talentosíssimos, cada qual em sua área. Um era conhecido como cantor brega, mas tocou em muitas 'vitrolas' brasileiras. Meu pai o adorava e nós filhos sempre ouvíamos as músicas dele quando crianças. Fernando Torres era um de nossos ícones do teatro, o patriarca de uma família maravilhosa de artistas. Por fim, a Cleyde Prado. Uma mulher como eu, como você, como qualquer uma. Uma guerreira. Como pode tão jovem ainda? Para quem não se lembra, a Cleyde era a mãe da menina Gabriela que foi absurdamente assassinada por policiais numa estação de metrô no Rio de Janeiro há alguns anos. A partir daquele dia devastador, Cleyde Prado criou o movimento "Gabriela sou da paz"com seu ex-marido. Hoje ela teve uma indisposição e foi constatado um AVC que culminou com seu falecimento.
Nada mais verdadeiro do que este ditado: "para morrermos, basta estarmos vivos". Portanto, amigos, não nos esqueçamos de sermos felizes hoje.

Quem deve estar feliz da vida é a Gabriela que agora está mais próxima de sua mãe. Nós aqui lamentamos.


Rubem Alves uma vez escreveu um belo texto sobre a morte e aqui eu o reproduzo para quem tiver o desejo de ler:
Sobre a morte e o morrer

Rubem Alves


O que é vida? Mais precisamente, o que é a vida de
um ser humano? O que e quem a define?



Já tive medo da morte. Hoje não tenho mais. O que sinto é uma enorme tristeza. Concordo com Mário Quintana: "Morrer, que me importa? (...) O diabo é deixar de viver." A vida é tão boa! Não quero ir embora...

Eram 6h. Minha filha me acordou. Ela tinha três anos. Fez-me então a pergunta que eu nunca imaginara: "Papai, quando você morrer, você vai sentir saudades?". Emudeci. Não sabia o que dizer. Ela entendeu e veio em meu socorro: "Não chore, que eu vou te abraçar..." Ela, menina de três anos, sabia que a morte é onde mora a saudade.

Cecília Meireles sentia algo parecido: "E eu fico a imaginar se depois de muito navegar a algum lugar enfim se chega... O que será, talvez, até mais triste. Nem barcas, nem gaivotas. Apenas sobre humanas companhias... Com que tristeza o horizonte avisto, aproximado e sem recurso. Que pena a vida ser só isto...”

Da. Clara era uma velhinha de 95 anos, lá em Minas. Vivia uma religiosidade mansa, sem culpas ou medos. Na cama, cega, a filha lhe lia a Bíblia. De repente, ela fez um gesto, interrompendo a leitura. O que ela tinha a dizer era infinitamente mais importante. "Minha filha, sei que minha hora está chegando... Mas, que pena! A vida é tão boa...”

Mas tenho muito medo do morrer. O morrer pode vir acompanhado de dores, humilhações, aparelhos e tubos enfiados no meu corpo, contra a minha vontade, sem que eu nada possa fazer, porque já não sou mais dono de mim mesmo; solidão, ninguém tem coragem ou palavras para, de mãos dadas comigo, falar sobre a minha morte, medo de que a passagem seja demorada. Bom seria se, depois de anunciada, ela acontecesse de forma mansa e sem dores, longe dos hospitais, em meio às pessoas que se ama, em meio a visões de beleza.

Mas a medicina não entende. Um amigo contou-me dos últimos dias do seu pai, já bem velho. As dores eram terríveis. Era-lhe insuportável a visão do sofrimento do pai. Dirigiu-se, então, ao médico: "O senhor não poderia aumentar a dose dos analgésicos, para que meu pai não sofra?". O médico olhou-o com olhar severo e disse: "O senhor está sugerindo que eu pratique a eutanásia?".

Há dores que fazem sentido, como as dores do parto: uma vida nova está nascendo. Mas há dores que não fazem sentido nenhum. Seu velho pai morreu sofrendo uma dor inútil. Qual foi o ganho humano? Que eu saiba, apenas a consciência apaziguada do médico, que dormiu em paz por haver feito aquilo que o costume mandava; costume a que freqüentemente se dá o nome de ética.

Um outro velhinho querido, 92 anos, cego, surdo, todos os esfíncteres sem controle, numa cama -de repente um acontecimento feliz! O coração parou. Ah, com certeza fora o seu anjo da guarda, que assim punha um fim à sua miséria! Mas o médico, movido pelos automatismos costumeiros, apressou-se a cumprir seu dever: debruçou-se sobre o velhinho e o fez respirar de novo. Sofreu inutilmente por mais dois dias antes de tocar de novo o acorde final.

Dir-me-ão que é dever dos médicos fazer todo o possível para que a vida continue. Eu também, da minha forma, luto pela vida. A literatura tem o poder de ressuscitar os mortos. Aprendi com Albert Schweitzer que a "reverência pela vida" é o supremo princípio ético do amor. Mas o que é vida? Mais precisamente, o que é a vida de um ser humano? O que e quem a define? O coração que continua a bater num corpo aparentemente morto? Ou serão os ziguezagues nos vídeos dos monitores, que indicam a presença de ondas cerebrais?

Confesso que, na minha experiência de ser humano, nunca me encontrei com a vida sob a forma de batidas de coração ou ondas cerebrais. A vida humana não se define biologicamente. Permanecemos humanos enquanto existe em nós a esperança da beleza e da alegria. Morta a possibilidade de sentir alegria ou gozar a beleza, o corpo se transforma numa casca de cigarra vazia.

Muitos dos chamados "recursos heróicos" para manter vivo um paciente são, do meu ponto de vista, uma violência ao princípio da "reverência pela vida". Porque, se os médicos dessem ouvidos ao pedido que a vida está fazendo, eles a ouviriam dizer: "Liberta-me".

Comovi-me com o drama do jovem francês Vincent Humbert, de 22 anos, há três anos cego, surdo, mudo, tetraplégico, vítima de um acidente automobilístico. Comunicava-se por meio do único dedo que podia movimentar. E foi assim que escreveu um livro em que dizia: "Morri em 24 de setembro de 2000. Desde aquele dia, eu não vivo. Fazem-me viver. Para quem, para que, eu não sei...". Implorava que lhe dessem o direito de morrer. Como as autoridades, movidas pelo costume e pelas leis, se recusassem, sua mãe realizou seu desejo. A morte o libertou do sofrimento.

Dizem as escrituras sagradas: "Para tudo há o seu tempo. Há tempo para nascer e tempo para morrer". A morte e a vida não são contrárias. São irmãs. A "reverência pela vida" exige que sejamos sábios para permitir que a morte chegue quando a vida deseja ir. Cheguei a sugerir uma nova especialidade médica, simétrica à obstetrícia: a "morienterapia", o cuidado com os que estão morrendo. A missão da morienterapia seria cuidar da vida que se prepara para partir. Cuidar para que ela seja mansa, sem dores e cercada de amigos, longe de UTIs. Já encontrei a padroeira para essa nova especialidade: a "Pietà" de Michelangelo, com o Cristo morto nos seus braços. Nos braços daquela mãe o morrer deixa de causar medo.


Texto publicado no jornal “Folha de São Paulo”, Caderno “Sinapse” do dia 12-10-03. fls 3.

Fonte das fotos: google imagens

Marcadores:

terça-feira, 2 de setembro de 2008

Justiça por Flavia

Farei todo o possível para participar da blogagem coletiva pela linda menina Flavia. Quem puder participar, copie o selo e cole em seus blogs.

Marcadores: