domingo, 28 de setembro de 2008

Machado de Assis: Pensamentos

"Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar".




"O dinheiro não traz felicidade — para quem não sabe o que fazer com ele".


"A vida sem luta é um mar morto no centro do organismo universal".


"Eu não sou homem que recuse elogios. Amo-os; eles fazem bem à alma e até ao corpo. As melhores digestões da minha vida são as dos jantares em que sou brindado".


"Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução, alguns dizem que assim é que a natureza compôs as suas espécies".


"Guarda estes versos que escrevi chorando como um alívio a
minha saudade, como um dever do meu amor; e quando houver
em ti um eco de saudade, beija estes versos que escrevi chorando".


"Muitas coisas melhor se diz calado,pôs o silêncio não tem fisíonomia, mas as palavras sim muitas faces".


"A arte de viver consiste em tirar o maior bem do maior mal".


"É melhor, muito melhor, contentar-se com a realidade; se ela não é tão brilhante como os sonhos, tem pelo menos a vantagem de existir"


"Defeitos não fazem mal, quando há vontade e poder de os corrigir".


"Não gosto de lágrimas, ainda em olhos de mulheres, sejam ou não bonitas; são confissões de fraqueza, e eu nasci com tédio aos fracos. Ao cabo, as mulheres são menos fracas que os homens,ou mais pacientes, mais capazes de sofrer a dor e a adversidade..."


"Para as rosas, escreveu alguém, o jardineiro é eterno".



"Não se luta contra o destino; o melhor é deixar que nos pegue pelos cabelos e nos arraste até onde queira alçar-nos ou despenhar-nos".


"Reúno em mim mesmo a teoria e a prática".



"Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!"


"Mas o tempo, o tempo caleja a sensibilidade".


"Eu gosto de catar o mínimo e o escondido. Onde ninguém mete o nariz, aí entra o meu, com a curiosidade estreita e aguda que descobre o encoberto".


“(...) Marcela amou-me durante quinze meses e onze contos de réis (...)”


"Não precisa correr tanto, o que é seu às mãos lhe há de vir..."


"As coisas valem pelas idéias que nos sugerem".


"A imaginação foi a companheira de toda a minha existência, viva, rápida, inquieta, alguma vez tímida e amiga de empacar, as mais delas, capaz de engolir campanhas e campanhas, correndo..."


"Acomodar-se às circunstâncias do momento, faz hábeis os homens e estimáveis as mulheres".



"Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível"



"O que temer? Nada.
A quem temer? Ninguém.
Por que? Porque aqueles que se unem a Deus obtém três grandes previlégios: onipotência sem poder; embriaguez, sem vinho e vida sem morte".



"A gratidão de quem recebe um benefício é bem menor que o prazer daquele de quem o faz".


Fonte: daqui

Marcadores: , ,

Commentários:
Muito profundo nosso mestre. Cada dá margem a horas e meditação. Obrigda por publicá-las. Bjkª. Elza
Postado por Blogger Blog do Beagle : 28 de set de 2008 01:29:00  
SÔNIA,


VC LEU O " PARA CONHCER MACHADO DE ASSIS":??/
DIVINO. AMEI O LIVRO.
BJS E DIAS FELIZES, BORBOLETINHA AZUL
Postado por Blogger Grace Olsson : 28 de set de 2008 11:02:00  
Sonia, muito obrigada por suas amáveis palavras de elogio ao meu blog! Fico contente por ter a sua amizade!

Muito bonito o post com as frases do grande escritor!

Beijos!
Postado por Blogger sonia a. mascaro : 28 de set de 2008 13:58:00  
OI, Grace,
Eu já vi este livro mas não o li. Vou comprá-lo para ler e depois eu te digo!
Beijos,
Postado por Blogger Sonia H. : 29 de set de 2008 19:52:00  

Postar um comentário