sábado, 20 de junho de 2009

Homenagem

Hoje dia 20 de junho, meu amado pai comemoraria 77 anos se ainda estivesse entre nós.
Quando penso no meu pai, lembro-me do aconchego que era estar perto dele, dos afagos de pai, dos nossos passeios pela Paraíba, dos nossos almoços de domingo, da gargalhada dele que era única, da garra de um ser humano que apesar de não ter tido oportunidade de estudar muito, foi doutor na vida. Era um sábio por natureza.
Meu pai tinha três paixões básicas: a família estava sempre em primeiro lugar. Também adorava a boa mesa: planejava nossos almoços com antecedência, era um anfitrião exemplar e a Paraíba, sua terra natal também era uma 'menina dos olhos'. Era um romântico em sua essência, um apaixonado pela vida e sempre altruísta.
Também foi um super avô. Infelizmente não teve a oportunidade de conhecer todos os netos. Nesta foto, ele está segurando sua primeira neta, Clarissa, que hoje está com 18 anos. Para minha mãe, ele era o 'Galego', para nós filhos, era o papai muito amado, para a minha avó era José e para os amigos, era o Zé Paulo.
Ele tinha uma frase clássica, sempre dizia: "Ah meus tempos que não voltam mais..."
Homenageio meu pai com música, a música que tanto o inspirava e como ele bem dizia: "olha, olha os cabelos dos braços arrepiados, só de ouvir esta música..."
E esta fazia parte de suas paixões musicais. A qualidade não é muito boa, mas quando eu vi o Altemar Dutra cantando "Sentimental Demais", passou um filme na minha cabeça....
Saudades, pai .................



Marcadores: ,

Commentários:
Ola Sonia querida.
As lembranças são pra sempre, e saudades tambem.
A musica de arrepiar.
Bjs
Postado por Anonymous Bete : 20 de jun de 2009 21:19:00  

Postar um comentário