quarta-feira, 11 de março de 2009

Intolerância, Racismo contra brasileiros

Saiu no jornal agora há pouco e é triste ver tanta intolerância no mundo....

11/03/2009

Grupo agride dois brasileiros na Inglaterra; polícia prende suspeito

MATHEUS MAGENTA
colaboração para a Folha Online

Dois brasileiros foram agredidos e roubados na noite do último sábado (7) em Bristol (Inglaterra). Segundo eles, cerca de 15 jovens participaram da agressão --que foi gravada por câmeras de segurança na rua. A polícia não divulgou as imagens e reforçou a segurança no local. Um suspeito foi preso.

Shane Braga, 28, e Márcio Toso, 30, disseram em entrevista à Folha Online que a agressão foi motivada pelo fato deles serem imigrantes.

Reprodução
Os brasileiros Márcio Toso (esq.) e Shane Braga, agredidos na Inglaterra; câmeras de segurança na rua flagraram a ação
Os brasileiros Márcio Toso (esq.) e Shane Braga, agredidos na Inglaterra; câmeras de segurança na rua flagraram a ação

"Eu nunca tive problema com racismo. E eu sei que se eu estivesse falando inglês com outra pessoa, isso não teria acontecido. Que motivos eles teriam? Eu só conseguia ouvir eles rindo e gritando 'fucking immigrants' [expressão pejorativa]. Foi uma humilhação", disse Braga nesta quarta-feira.

Em comunicado divulgado no domingo (8), a polícia disse que o "comportamento antissocial" teve um crescimento nas últimas semanas no local da agressão. A corporação não faz, no texto, menção ao crime de racismo.

Os brasileiros disseram que, ao registrarem o caso na polícia, ouviram que a região de Henbury era um "caso perdido". Durante a agressão, foram roubados um celular, um computador portátil e as chaves do carro.

Eles foram medicados no hospital Frenchay, na madrugada de domingo. Toso teve o nariz quebrado e levou sete pontos no rosto. Braga precisou colar o supercílio e quase não consegue abrir os olhos.

A ONG Sari (apoio contra ocorrências racistas, em tradução livre) presta apoio aos brasileiros agredidos. A Folha Online tentou entrar em contato com a ONG, mas não teve sucesso.

Agressão

Márcio Toso disse que foi à casa do amigo Shane Braga --localizada na rua Crow, em Henbury-- para redigir um currículo. Braga decidiu acompanhar Toso até o carro, quando foram abordados por quatro garotas num beco já na saída do prédio.

De acordo com Toso, uma das garotas perguntou a língua na qual eles conversavam. Ao responder que falavam em português, uma das meninas pulou em cima de Braga e o derrubou.

"Quando eu olhei para o lado, estava chegando mais gente e ele já estava no chão sendo chutado. Ao mesmo em que eles chutavam, eles riam. Isso me fez ficar tão nervoso que eu quebrei um dente de tanto morder de nervosismo", afirmou Toso.

Ele disse que, ao ver o amigo sendo chutado, subiu para pedir ajuda. Ele quebrou um pedaço da cerca de madeira e voltou ao local para tentar socorrer o amigo.

"Eu bati num cara com o pau e eles pegaram, em três pessoas, empurraram o pedaço de madeira contra mim, onde pegou no meu rosto e quebrou meu nariz", disse Toso. Ele levou sete pontos no rosto por causa de um objeto cortante.

Segundo eles, uma mulher inglesa parou o carro entre os agressores buzinando e ligou para a polícia.

"Se não fosse a mulher chegar e o Márcio voltar, eu teria morrido ali", disse Braga.

Brasileiros

Os dois brasileiros estão desempregados. Nascido em Colatina (ES), Toso tem dupla cidadania italiana e brasileira e mora em Bristol há um ano. No Brasil, onde a mulher e o filho moram, ele trabalhava num lava jato.

Braga, que nasceu em Fortaleza (CE), mora com a mulher, que tem dupla cidadania espanhola e brasileira, e dois filhos. Ele disse que aguarda a legalização de seus documentos para começar a trabalhar. Enquanto isso, trabalha com revenda de carros usados.

Com a prisão do suspeito, Braga disse temer represálias, mas disse ter desistido de voltar ao Brasil. "Como já saiu no jornal daqui, eu estou com medo de represália. Nos dois seguintes, deu uma vontade de voltar. Mas eu vou mudar para uma área mais tranquila e batalhar."

Extraído da Folha Online

Marcadores: ,

Commentários:
Que horror! Nunca fui vitima de racismo ou de qualquer agressao, moro em uma pequena cidade, as coisas por aqui sao tranquilas.

Bjs

Meire
Postado por Anonymous Meire : 12 de mar de 2009 06:27:00  
Que coisa horrível!
Se isso começar a crescer na Europa a situação ficará difícil para todas as raças, pois eles também teem que entender que o trabalho duro, sujo e difícil é feito por esta gente que lá está para dar o conforto a que eles estão acostumados.
Quem irá tirar a neve de madrugada para quando ao acordarem, poderem entrar em seus carros e levar suas crianças à escola? Quem entregará os deliverys, quem lavará os pratos dos grandes e refinados restaurantes, quem, quem?
Os imbecis que fizeram isto a estes dois, devem ser desempregados também e acham que mais gente de fora irá tirar suas oportunidades de emprego.
A Europa terá que se reestruturar diante desses novos movimentos.
abraço carioca
Postado por Blogger Beth/Lilás : 12 de mar de 2009 14:07:00  
Que absurdo!

Bjus querida
Postado por Blogger Georgia : 14 de mar de 2009 08:19:00  

Postar um comentário