quarta-feira, 18 de junho de 2008

100 anos da imigração japonesa no Brasil



2008 com certeza marca muitos aniversários importantes. Comemoramos os 200 anos da vinda da Família Real Portuguesa para o Brasil, lembramos os 100 anos da morte do grande escritor Machado de Assis que, se não me engano, acontecerá em setembro e também o centenário da imigração japonesa no Brasil. Meu bisavô era também imigrante, porém veio de outras terras - a Síria e sempre imaginei como não deve ter sido difícil ter deixado todo seu mundo para trás em busca de novos horizontes - um outro país, outro idioma, outra cultura totalmente diferente da sua, os amigos, os familiares. Com os japoneses não foi diferente. Aqueles pioneiros que deixaram o Japão há 100 anos certamente não estavam em busca de aventuras e sim de melhores oportunidades de vida. Parabenizo aqueles que são fruto da imigração japonesa, brasileiras e brasileiros como eu e que hoje somam à mistura de povos do qual fazemos parte, do povo brasileiro. E para os imigrantes pioneiros, o meu sincero respeito e admiração.
Para quem queira se aprofundar no assunto, encontrei este site aqui bem explicativo, sobre a programação das comemorações.

SAIBA MAIS-Há 100 anos, navio com japoneses chegava a Santos


SÃO PAULO - O Brasil comemora nesta semana os 100 anos da imigração japonesa. Confira datas, fatos e números importantes sobre a vinda dos japoneses.

*Novembro de 1907 -- Ryu Mizuno, diretor da Companhia de Imigração do Império (Kokoku Shokumin Kaisha), assina o acordo responsável pela vinda da primeira leva de imigrantes para o Brasil.

*28 de abril, 1908 -- O navio Kasato Maru sai do porto de Kobe com 781 passageiros a bordo.

*18 de junho, 1908 -- O Kasato Maru chega ao porto de Santos, em São Paulo, e os imigrantes são enviados para trabalhar em seis fazendas, na maioria plantações de café.

*Janeiro de 1930 -- O primeiro grupo de japoneses chega à Amazônia para ajudar a cultivar guaraná. Mais tarde, eles passam a cultivar também a juta e a pimenta-do-reino.

*1932 -- O número de imigrantes japoneses no Brasil passa de 130 mil -- quase 90 por cento deles trabalham nas fazendas.

*1934 -- O presidente Getúlio Vargas impõe cotas de imigração como parte de sua política nacionalista.

*1938 -- O governo brasileiro impõe restrições às atividades culturais e educacionais dos imigrantes, incluindo os japoneses, devido às tensões às vésperas da 2a Guerra Mundial.

*1952 -- O Brasil e o Japão retomam suas relações diplomáticas depois do hiato da 2a Guerra.

*Dezembro de 1959 -- O estaleiro Ishikawajima do Brasil, conhecido como Ishibras, começa suas operações. Foi o primeiro de vários investimentos industriais que vieram com os acordos bilaterais entre Brasil e Japão.

*1967 -- Empresas japonesas, incluindo a Toshiba e a NEC, começam a investir no Brasil.

*19 de junho de 2008 -- O príncipe herdeiro do Japão, Nahurito, chega ao Brasil para a comemoração oficial do centenário.

*Cerca de 250 mil brasileiros vivem no Japão, a maioria deles trabalhando em fábricas. Os "dekasseguis" mandam cerca de 2 bilhões de dólares de volta às suas famílias no Brasil.

(Reportagem de Elzio Barreto)
fonte:http://www.estadao.com.br/internacional/not_int190457,0.htm

Marcadores: , , ,

Commentários:
Adrei a cronologia, são fatos históricos que eu não conhecia .. Adoro a cultura milenar oriental, incluindo a japonesa !!

Abração, Sonia, enfim desisti de desistir de blogar, rs !!
Postado por Blogger NANDO DAMÁZIO : 18 de jun de 2008 17:47:00  
Sonia, belíssima homenagem e uma excelente lembranca.

Eu admiro todo aquele que se aventura a trilhar um país sem saber nada sobre ele. Neste caso o Brasil naquela época.

Eu tenho esse blog linkado lá na Saia e ele tb fez um post em homenagem aos 100 anos de imigracao japonesa por ser descendente. Passa por lá tenho certeza que ele vai gostar.
http://pensamentoscentrados.blogspot.com/

Grande beijo (e hoje tem continuacao do último assunto lá na Saia)

Bom fim de semana
Postado por Blogger Georgia : 19 de jun de 2008 07:01:00  
Querida Sonia!
Bem lembrada essa homenagem, pois quem tem um grande amigo japonês como eu, sabe como essas pessoas trazem no gen, o carinho e o cuidado pela natureza, haja vista as belezas que eles fizeram no interior deste Brasil, com suas plantações perfeitas.
Meu filho mora e estuda numa cidadezinha no interior do Paraná (Maringá) que é praticamente toda de descendentes nipônicos e vc tem que ver o cuidado que têm com a natureza local.
Também sou descendente de imigrantes, meu avô chegou no início do século passado da Itália e, lembro-me das histórias que meu pai contava das dificuldades e da vida naqueles primórdios.
Justa homenagem!
bjks cariocas
Postado por Blogger Lilás : 19 de jun de 2008 20:04:00  

Postar um comentário